Aviso importante!

Blog em reforma!
As 260 postagens do blog estão passando por análises e reformatação. Todas estão arquivadas e serão republicadas aos poucos, conforme forem formatadas.
Em Abril de 2018 estará tudo normalizado.

01 de Fevereiro de 2018



quarta-feira, março 16, 2016

#EuJuroQueEuTenho - Revival

Mal posso esperar para começar a ler essa obra que fascinou tantos leitores. Pelo que ouvi dizer e li por ai, talvez a leitura emperre em algumas partes, mas o que eu quero mesmo é não parar de ler até chegar no final fascinante que é tão falado por todos.

E assim cumpre-se mais um desejo da coluna #EuJuroQueEuQuero

"A ideia para este livro está na minha cabeça desde que eu era criança. Frankestein, de Mary Shelley, foi uma grande inspiração para mim. Eu queria criar uma história o mais humana possível, porque a melhor maneira de assustar o leitor é fazê-lo gostar dos personagens." - Stephen King em entrevista para a revista Rolling Stone



sexta-feira, março 11, 2016

#EuJuroQueEuQuero 8 - Revival, de Stephen King


Stephen King ainda continua sendo o autor que mais me fascina.


Sempre que estou numa livraria, a primeira sessão que procuro é a que estão os livros do rei e foi em uma dessas vezes que eu acabei me deparando com REVIVAL.

Como não querer ler um livro em que o próprio autor comentou que foi um dos livros mais assustadores que já escreveu? Sem contar que, em todas as resenhas que eu li sobre o livro, vi que Revival promete aos seus leitores um final deslumbrante e cheio de impacto.

"Disseram-me que o inferno é um paraíso perto do que Revival sugere"





quinta-feira, janeiro 15, 2015

Diário catastrófico: Nunca levei uma facada de verdade



Já escrevi uma vez, aqui mesmo no blog , que tenho medo de falar coisas certas e medo de ouvir coisas erradas, e quando fui tentar resolver um problema que estava crescendo, só ouvi sobre incertezas e acabei falando palavras que doeram como facadas, tanto em mim quanto no outro.

A verdade é que eu cheguei a ficar com raiva de uma certa união que me envolvia.
Toda aquela cordialidade entre nós estava me sufocando e me deixando maluco.
Pra que aquilo não crescesse, eu fui tentar dar um jeito para que nada se transformasse numa maior revolta, mas cresceu, e foi como se uma avalanche tivesse se formado e pegou nós dois de surpresa.

Eu super reconheço que entre as minhas amizades, o que existe sem pestanejo é um desejo que temos em comum, isso é o que forma minhas amizades fortes. Ou seja, Quanto maior for o desejo em comum que tivermos, maior e mais forte é essa amizade.
Talvez a pessoa desejar sabedoria seja o que mais me importa a ser amigo dela, mas perceber que um amigo está confundindo ser sábio com ser medroso, não é algo que dá pra eu engolir com carinho.

Prudência demais irrita. Acho que irrita a todo mundo.
Afinal'zão, ser prudente é uma coisa, ser covarde é outra, totalmente diferente.

Talvez ser sábio e ser corajoso não façam parte do mesmo pacote.


Com imprudência,
Gabryel Fellipe F. Costa

Porque sempre acontecem catástrofes em nossa trajetória de vida, afinal, todos temos o nosso diário catastrófico, e esse é para me fazer crescer mais, e melhor.


quarta-feira, outubro 29, 2014

Diário catastrófico: Uma vítima voluntária



29 de outubro de 2014

quando eu era pequeno me fizeram chorar.
um choro sentido, cheio de significados.
eu ainda não tinha coragem pra dizer "para".
então o que eu podia fazer era, simplesmente, me afastar e fugir.

enquanto fui crescendo, eu continuei me afastando,
mas nesse tempo eu comecei a amadurecer.
talvez crescer com o sentimento de ódio e medo tenha sido muito ruim pra mim.
mas enfim eu amadureci.

quando retornei foi diferente,
na primeira vez que deixei o medo de lado, a coragem se apossou de mim.
mas ainda hoje não esqueço daqueles dias.
eu era a vítima porque eu deixava.

Com apreciação,
Gabryel Fellipe F. Costa


Por todos os cantos existem as chamadas "vítimas voluntárias".
Elas podem ser encontradas dentro de algumas famílias, no canto de uma sala de aula, em algum grupo religioso, enfim. Não é difícil de encontrá-las.
Para identificar uma, é só observar naquelas que sofrem caladas e aceitam tudo de cabeça baixa, mas são expert em fingir. E todo esse fingimento será a matéria mais avançada para eles e que demonstrará ótimos resultados quando a vitima voluntária acabar explodindo e recebendo a coragem como troféu.
Acredita-se que todos, um dia, já foram vítimas voluntárias.


Porque sempre acontecem catástrofes em nossa trajetória de vida, afinal, todos temos o nosso diário catastrófico, e esse é para me fazer crescer mais, e melhor.

sexta-feira, setembro 19, 2014

[Foto Resenha] Se eu ficar (If I stay) - Gayle Forman

Depois de várias ideias eu finalmente encontrei um modo de modificar as coisas aqui no blog!
Vou começar os testes de escrever resenhas em forma de infografia.

Para iniciar o #FotoResenha vou começar info grafando sobre o livro Se eu Ficar, da autora Gayle Forman, livro que, inclusive, já ganhou adaptações para os cinemas.


E eu chorei!
Tirei uma estrela pelo motivo de vários "De repente e aconteceu", como por exemplo da hora do acidente. NÃO É SPOILER. Outro ponto negativo são os desenhos das claves nas páginas ímpares, achei desnecessário e agonizante.

Agora eu espero a opinião de vocês, devo continuar com esse formato de Resenha? O que acharam?